(PC) Alexander Lightbringer: Brightblade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

(PC) Alexander Lightbringer: Brightblade

Mensagem por 25Slash7 em Sab Fev 25 2012, 09:21

Nome: Alexander Lightbringer

Título/Apelido: Brightblade

Motivação: Redenção, Honra e Glória.
Vive pela honra, morrerá pela espada. É atormentado por seus demônios internos mas tem motivação a seguir adiante e limpar sua alma do mal em que se envolveu.

Intimacies:
[+] Honra (Código dos Cavaleiros da Ordem da Luz)
[+] Humildade (Um verdadeira cavaleiro nunca pode ser soberbo)
[+] Ordem (O caminho para alcançar a justiça)
[+] Compaixão (Nunca recusa um pedido de ajuda)
[+] Diligência (Lutar por um objetivo)
[-] Atormentado (Reconhece que o sentimento mais puro dos homens é uma maldição a ele)
[-] Demônios (Repúdio fortíssimo contra magias e criaturas que envolvem o Malfeas)
[-] Leena (Incapaz de compreender seus sentimentos e o que houve com ela, sente obrigação em salvá-la)


Casta:

Anima:


Equipamentos Possuídos: Talvez ainda poderá possuir algo ao retornar a Whitehaven, mas deixou tudo para Uther.

Equipamentos carregados: Nada mais do que o necessário para a viagem. Carrega dinheiro o bastante e suprimentos o bastante, juntamente com suas armas e armaduras. Luxo não é seu estilo de vida.



Peculiaridades: É sempre extremamente educado e cordial, segue o rígido Código de Honra dos Cavaleiros da Ordem da Luz e se adressa a qualquer um com respeito e humildade. Algumas vezes fica introspectivo, pois sabe que é amaldiçoado.

Familiares/Contatos: Ambos os pais já estão mortos.
Leena Lightbringer, sua irmã, com quem nutre um sentimento único, está desaparecida.
Uther Highwind, seu primo e melhor amigo, vive em Whitehaven, responsável por sua Falange de Cavaleiros e suas posses.

Mestre/Tutor: Heimdall Lightbringer, seu pai e o próprio rei, Cecil.

Inimigos/Rivais: Uther Highwind. Dois grandes homens juntos acabem se tornando rivais de alguma forma. Uther reconhece essa rivalidade e buscar ser melhor que Alexander, apesar deste ignorar isso.




Descrição: Olhos bem claros, próximos do cinza, cabelos também claros e compridos (como na imagem). Mede 1,78m e pesa 72 kg.

Vestuário: Veste roupas em tons claros, preferindo branco e azul, as cores da Ordem.

Profissão: Cavaleiro/Peregrino (Guerreiro)

Gosta de: Justiça, sua terra natal e sua família, honra e a cavalaria. É levemente obcecado por sua irmã, se preocupando excessivamente com ela.

Não Gosta de: Arrogância, violência desnecessária, desrespeito.

Personalidade: Sempre extremamente educado e trata as pessoas com igualdade. Por sempre manter uma postura impecável, parece um pouco austero demais. Mas quebra estes preceitos ao se comunicar. Sempre com um sorriso, faz o possível para sempre diminuir a tensão em qualquer lugar em que se encontra.

Falha de Caráter/Tragédia/Loucura/Fraqueza: O desparecimento de sua irmã, Leena, alterou algo em si. Adicionou trevas.

Mote: "Liberte sua mente, conquiste o silêncio e sua lâmina guiará o caminho da honra."



Descrição dos Equipamentos:



História/Momentos Históricos:


O início é sempre dificil de ser encontrado.
Alguns homens acreditam que o (re)conhecimento do princípio é a maneira de encontrar o caminho que leva ao fim, à conclusão.
Outros acreditam que todos nascem com o destino traçado pelos deuses... E nada está no controle.

A memória do momento da falta de controle é precisa. Seria esse, então, o princípio?
Não. Leviano demais. Nada começa em uma data específica, em apenas um momento. As raízes são sempre mais profundas.

- É uma piada aceitarmos que meros "mercenários de elite de Lookshy" sejam escolhidos e triunfem ao invés de nós.

Aquilo era uma ofensa clara a Cecil. Já haviam percebido a urgência daquela situação, mas Ordem da Luz de encarregaria de muito pouco, nada de notável.
Alguns poucos exemplares heróis foram selecionados para invadir e impedir que tudo saísse de controle.

- Alexander. Você nunca falhou em nada destinado à você. Tenho certeza que é o homem certo para isto. Escolha 6 dos seus melhores homens e parta o quanto antes. Uther o acompanhará, excepcionalmente, já que trabalham bem juntos. Encontrem a fonte desta terrível energia e impeçam o que quer que estejam fazendo. Nada desta história soa bem. Vocês são os únicos que podem resolver isso. Voltem com sucesso e nos garantam a honra de mais uma cidade salva.

Eles partiram e se juntaram ao exército da Confederação dos Rios como foi designado.
Inicialmente eles acharam uma piada apenas 8 cavaleiros serem despachados para tal conflito...
Mas depois dos portões serem derrubados por um nórdico (que não parecia estar no lugar certo), ficou claro porque haviam apenas 8. Mais que isso não era necessário.
O combate foi rápido, a invasão foi precisa. Os homens, guiados por Alexander, sabiam para onde ir.

- Vá em frente, Brightblade! Eu seguro qualquer intereferência com os outros homens.

Uther sabia como lutar com a tropa de Alexander. Eles lutavam juntos com frequência, sempre com maestria.
Talvez esse houvesse sido o momento. Se ele tivesse terminando o combate junto com ele, se algo ou alguém o tivesse impedido de avançar...

Lá em baixo, o cheiro de sangue e de ódio era tanto que notava-se à distância que era o lugar certo. Algum tipo de ritual envolvendo o Malfeas, com certeza...
Duas mulheres executavam uma terrível Dança da Morte, transformando homens, mulheres e crianças em sacríficios de sangue. Muitos magos negros preparavam as vítimas para as mulheres sacrificarem...
E foi então que tudo mudou.



Ela era uma delas.

Como?

Um olhar entre eles...




- O que está planejando?? Por favor, pense direito! Use a razão!!

Uther também não entendeu o que aconteceu naquele lugar. Os dois foram dos poucos sobreviventes da tragédia que acometeu a cidade...

- Está decidido. Eu preciso fazer isso.

Enquanto falava, Alexander preparava sua espada, seu cinturão e separava seu escudo.

- Eu preciso partir, Uther. Eu preciso encontrar a verdade...

- Alexander... Isso é estúpido! Deixar para trás tudo o que construiu? Tudo o que você É!

- Com dúvidas, é impossível continuar a ser quem sou. Eu posso ouvir o chamado. Algo... Algo não está certo. Eu preciso encontrar a verdade, o equilíbrio. Preciso me limpar de tudo...

O Cavaleiro sabia o que fazer. Ele sentia em seu interior que precisava buscar algo...

- Uther. Cuide bem dos meus homens. Eu deixo tudo para você.

- Alexander, escute a si mesmo!!! Isso é ridículo!



Há quanto tempo ele estava viajando?
Não realmente importava.

Às vezes se sentia tão perto do que buscava, então sentia-se perdido. Mas sabia que seu espírito o guiaria.
Como tudo pôde ficar tão... errado?
Mas ele sabe que ainda conseguirá encontrar o que procura.
Redenção. Respostas.

Se realmente há um destino, traçado pelos deuses...
Eles são cruéis.

25Slash7
Administrador
Administrador

Zodíaco : Peixes

Mensagens : 692
Data de inscrição : 09/07/2009
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (PC) Alexander Lightbringer: Brightblade

Mensagem por 25Slash7 em Sab Fev 25 2012, 09:22

[Planilha]

25Slash7
Administrador
Administrador

Zodíaco : Peixes

Mensagens : 692
Data de inscrição : 09/07/2009
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (PC) Alexander Lightbringer: Brightblade

Mensagem por 25Slash7 em Sab Fev 25 2012, 09:22

First Eternal Punishment Excellency - Essence Overwhelming
Cost: 1 mote per die
Type: Reflexivo
Keyword: Combo-Ok
Duration: Instant
Efeito: É o Charm básico para aumento da parada de dados. Basicamente ele suplementa uma rolagem de (Atributo + Habilidade) podendo, no máximo, duplicar a parada de dados, ao custo de um ponto de essência por dado a mais. Este charm pode apenas ser utilizado em ações que estejam de acordo com a descrição abaixo:

A Penitência Eterna é a Luz que cega, tão brilhante que traz inimaginável Sombra. Carrega em sua própria essência o Remorso de eras e se fortalece com isso, trilhando um caminho Penoso e Sem Fim. Sua figura imponente é ao mesmo tempo Acolhedora e Indiferente, como um anjo negro que mantém em cada uma de suas mãos a força de Proteger e Aniquilar. Reina unanimamente sobre a Dualidade, tecendo Vaidades e fortalecendo Virtudes. Sua Dor fascina e confunde, aproximando toda a Ciração e a presenteando com Mágoa infindável. O Ódio que possui sobre si mesmo é Arma poderosa que derruba homens e deuses, indiscrimadamente, para encontrar uma resposta inexistente a perguntas jamais feitas. Ele reside na alma de todos e jamais perecerá enquanto houver Lamentações a serem cultivadas.

By Pain Reforged
Cost: 1hl
Type: Reflexive
Keyword: Combo-Ok
Duration: 1 cena
Efeito: Dor coloca a vida em perspectiva, pressionando para fora todas as distrações. A utilização deste charm permite que o Infernal ignore todos os efeitos negativos associados com dano bashing. Mesmo se reduzido à inconsciente, o personagem permanece inteiramente consciente. Dano lethal e agravado penalizam normalmente.

Scar-Writ Saga Shield
Cost: -
Type: Permanent
Keyword: None
Duration: Permanent
Efeito: Malfeas não aceitou quietamente a sua tortuosa inversão, mas construiu calos e camadas como uma vã tentativa de selar seus ferimentos e criar proteções contra futuros machucados. A primeira compra deste charm permite que o personagem utilize o total de sua (Stamina) para absorver dano letal e dá um Hardness igual à (Stamina).

A segunda compra concede (Essência) à soak de Bashing e Lethal.



Pathetic Distraction Rebuke
Cost: 3m
Type: Reflexive
Keyword: Combo-Ok
Duration: Instant
Efeito: Tendo sido humilhado uma vez, Malfeas não está disposto a repetir a experiência. Este charm aprimora qualquer tentativa de aparar um ataque, permitindo o Infernal a ignorar todas as penalidades que se aplicam ao seu Parry. Se o Exaltado possui By Pain Reforged ativado, ele pode adicionar a maior penalidade como bônus na parry dv, podendo, ainda, bloquear ataques letais desarmado.


Insignificant Embers Intuition
Cost: 2m
Type: Reflexive
Keyword: Combo-ok
Duration: Instant
Efeito: O coração de Malfeas queima ciumentamente, línguas invisíveis como presas nas chamas inferiores de suas outras armas. Esse charm aprimora uma rolagem de (Percepção + Awareness) que pretenda noticiar qualquer detalhe sensorial sobre o alvo. O Infernal ainda compreende a força e o aspecto do alvo em relação a sua própria.

Green Sun Nimbus Flare
Cost: 3m
Type: Supplemental
Keyword: Combo-Ok, Obvious
Duration: Instant
Efeito: O ataque do Infernal brilha com o verde ácido e radiante do coração de Malfeas, queimando seus oponentes. Green Sun Nimbus Flare pode aprimorar qualquer ataque físico cujo alvo esteja à (essência) metros. Se o ataque inflige qualquer nível de dano, esse charm inflige 2 níveis de dano lethal, não absorvíveis. Esse dano é aplicado após o dano original.


Cold Fire Desolation Brand
Cost: -
Type: Permanent
Keyword: Sickness
Duration: Permanent
Efeito: Qualquer Malfeas ataca o imprudente, apenas os mais felizes morrem rapidamente. Esse charm apimora GSNF, causando todas as queimaduras causadas por aquele charm em infectar as vítimas com Green Sun Wasting.

Com essência 4, inflige uma doença com penalidades que começam com força total.

Essência 5, infecta a vítima com Final Viridescence.

Com Essência 6, apenas tratamento mágico pode remover, com todas as rolagens para Morbidity falhando na ausência de magia.


Rebuking Impudent Arms
Cost: 5m
Type: Supplemental
Keyword: Combo-Ok, Obvious, Sorcerous
Duration: Instant/One Minute
Efeito: Em tempos antigos, as armas sabiam o seu lugar e mesmo a lâmina mais afiada era incapaz de arranhar o Rei dos Primordiais. O passar das eras apagou aquele mundo, mas, ainda assim, as armas podem ser relembradas do seu lugar. Este charm aprimora qualquer tentativa de desarme que seja feita dentro do alcance de Green Sun Nimbus Flare. Se o ataque acerta, a arma super aquece com uma chama esverdeada. Armas mortais se derretem, artefatos e armas de essência pura permanecem super aquecidas e a dificuldade do usuário em resistir à um desarme aumenta em 2.

Qualquer um que empunhe uma arma super aquecida, sofre um nível de dano lethal não absorvível, por ação de contato.


Vitriolic Corona Endowment
Cost: 6m, 1 lethal health lvl
Type: Simples
Keyword: Combo-Ok, Obvious, Touch
Duration: 1 cena
Efeito: O Infernal pode invocar uma lança de radiante luz verde. A lança tem todas as propriedades de uma lança sem material mágico, além de: Infinite Rate, Dano Agravado para Deuses, Permanentemente Super Aquecida e, por fim, a utilização de Green Sun Nimbus Flare passa a contar como poder inato.

Viridian Legend Exoskeleton
Cost: 10m, 1WP
Type: Simples
Keyword: Combo-Basic, Obvious
Duration: 1 cena
Efeito: Uma fina camada de platina se espalha sobre o corpo do personagem, esmorecendo em seguida apenas para revelar uma camada mais duravel de latão, adornado por aterradores padrões em especial e palavras em Velho Reino que contam histórias de Malfeas e a punição que ele inflige em seus inimigos. Observadores com ao menos 3 pontos de ocultismo, podem compreender esses fatos.

O personagem fica envolto por uma aura esverdeada, dificultando furtividade.

O exoesqueleto é uma poderosa armadura que concede +10L/+10B, sem penalidade de mobilidade ou fadiga. Possui Hardness igual à absorção. Este charm é incompatível com armadura.

Com essência 4 é possível comprar este charm uma segunda vez, duplicando o Soak.



Última edição por 25Slash7 em Sab Jun 02 2012, 11:04, editado 2 vez(es)

25Slash7
Administrador
Administrador

Zodíaco : Peixes

Mensagens : 692
Data de inscrição : 09/07/2009
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (PC) Alexander Lightbringer: Brightblade

Mensagem por 25Slash7 em Sab Fev 25 2012, 09:23

Alexander

3 pt de EXP concedido em 25/02
Motivação: Conclusão da Introdução.

1 pt de EXP concedido em 25/02
Motivação: Enriquecimento do Background do Personagem.

1 pt de EXP concedido em 25/02
Motivação: Boas descrições.

20 pt de EXP concedido em 02/06
Motivação: Fim da Introdução

3 pt de EXP concedido em 02/06
Motivação: Iniciativa

EXP TOTAL: 28 pt


Última edição por 25Slash7 em Sab Jun 02 2012, 09:40, editado 1 vez(es)

25Slash7
Administrador
Administrador

Zodíaco : Peixes

Mensagens : 692
Data de inscrição : 09/07/2009
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Lança da Retribuição: Penitência

Mensagem por MR, Léo em Ter Maio 08 2012, 14:05

Eles surgiram do nada... Exatamente como o primeiro raio de luz que penetra a noite, iniciando um novo dia. Eram simples, mas determinados. Daquele tipo que vive pela espada, que honra a palavra, que protege o que acredita com afinco, com o próprio sangue.

E a verdade é que o mundo viveu poucas épocas de paz, e pessoas assim eram, sempre foram e sempre serão valiosas.
Um grupo de guerreiros e guerreiras conectados pelos mesmos valores morais era algo até mesmo raro de se ver. Normalmente eles apenas se juntariam a alguma igreja ou exército existente. Mas não aconteceu assim. Criaram uma irmandade nos tempos em que a Criação era jovem.

Caminhos traçados, desições tomadas e posições decididas geram, eventualmente, alguma atenção...
Uma das terras do leste era vítima da tirania excessiva de seu senhor. E essa irmandade identificou o dever de resistir. Apoio foi encontrado por aqueles que sofriam na região e uma frente de combate para destituir o tirano foi criada, bravamente composta pelos guerreiros e guerreiras, por soldados treinados dos nobres da região e até mesmo camponeses...

Posicionados e preparados, a irmandade liderou e iniciou o ataque...
Porém, política nem sempre é tão fácil de ser feita. E aqueles no poder muitas vezes preferem manter-se com prêmios de um tirano do que rebelar-se e arriscar tudo...
Lentamente, os nobres se afastaram do campo de batalha, deixando o grupo de bons para encarar seu destino sozinhos...



Seus olhos eram pura descrença. Misturava-se a desesperança, a tristeza, o ódio, a incompreensão. Por qual motivo alguém simplesmente abandonaria aquilo que é nada além de si mesmo?
Pouco a pouco, o homem viu os seus caindo... Um a um. Tombavam todos. E sua força, suas armas, não eram o bastante para manter os seus irmãos vivos.
Nenhum guerreiro nem guerreira da irmandade recuou. Todos permaneceram, valentemente, contra o tirano, contra o injusto.

Seus olhos agora eram dor, ódio, tristeza, compaixão, lágrimas, orgulho... Dever.
Não podia deixar os seus morreram de forma tão terrível, por causa de uma traição, por causa de um jogo.
Ele rezou. Ele chorou. Ele implorou.
Apenas um milagre poderia alterar aquela visão desoladora...

"Uma vida por muitas, por glória, por honra! Não é esse o seu dever guerreiro? Aceite minha oferta..."

Ele acreditou...



Os poucos sobreviventes carregaram aquelas imagens até o fim de suas vidas.

A lança caiu do próprio ceu, à sombra de um relâmpago. Ela fincou fortemente no chão, à frente do homem.
Ele suspirou e a retirou. E nos mesmo instante, uma criatura alada sobrevoou o campo de combate.
Atônitos, esses sobreviventes mal fizeram algo, além de olhar, negar a visão e acreditar que já estavam todos mortos...
A criatura alada atacava em um velocidade incompreensível. Era apenas sangue jorrando, uma mera luz avermelhada cruzando de um lado a outro e inimigos caindo.
E o homem empunhou a lança bravamente e atacou.



Após derrotar o décimo oponente, a sanidade começou a voltar... E seus irmãos voltaram a lutar, a avançar.
Foi um milagre.

Então, ao fim do sangrento conflito, o mais fiel guerreiro enunciou o que viram: A Justiça Alada. A Benfeitora. A Retribuição.
Nêmesis, aquela que ninguém pode escapar.

Os poucos sobreviventes carregaram aquelas imagens até o fim de suas vidas, e contaram a seus filhos e netos, que contaram aos seus. Aos poucos, aquela verdade se tornou uma lenda, uma tradição...
E a tradição era que a lança, Penitência, passaria de pai para filho, por toda a geração dos Lightbringers.

MR, Léo
Usuário
Usuário

Zodíaco : Escorpião

Mensagens : 214
Data de inscrição : 09/07/2009
Idade : 30
Localização : Sampa!

Sheet
DV/MDV: (Parry) 5/5
Health Levels: (Lethal) 5/7
Acc/SoakL/Ess/EssP: 11/6/16-16/22-37

http://www.facebook.com/leo.morali

Voltar ao Topo Ir em baixo

Montante Luzente

Mensagem por MR, Léo em Sab Jul 14 2012, 14:46

♪ Beyond Twilight - Crying ♪




Então...
Os ranks dos Cavaleiros são divididos de acordo com a competência de cada um... Tipo, ser forte ou ser bonzinho e tudo mais.
Ah! Também tem tudo a ver com o treinamento, desenvolvimento e tudo mais.

Então você começa, depois de ser escudeiro, claro, num rank que condiz com os seus talentos. Mas sempre pode mudar, subir e tudo mais.
Depende tudo do seu esforço.
Aí a gente cai naquela velha ladainha de sempre: "Grande poder carrega muitas e pesadas responsabilidades!"
E é nessa hora que entra a Ordem da Estrela. Eles são tipo a inquisição interna!
Eu pensei em ser um deles... mas o treinamento é muito chato e por mais que seja legal ler os pensamentos dos outros, acho que eu acabaria cansando da burocracia...

- L.L.




- Adiante, Sir Alexander Lightbringer.
Seu feitos são dignos de grande glória para o seu nome e para a Ordem.


O Cavaleiro da Ordem da Luz retornava mais uma vez vitorioso. Entrava no Grand Hall, montado em seu corcel branco. Seus homens ao redor observavam com orgulho.

- Suas palavras honram-me mais do que qualquer feito, Vossa Graça. Eu apenas sigo o ordenado e cumpro o que me é designado.

- E o faz bem feito. Seus esforços não vão sem recompensa. O Conselho está de acordo e o julgamos preparado para se tornar um Cavaleiro Celestial. Para tanto, deve cumprir mais um dever: superar as provações do Monte Ordalium e retornar com o artefato que lhe será presenteado.

- Não os desapontarei.

- Temos certeza que não. Agora vá. E retorne com honra, glória e sucesso.



Os veteranos dizem que o Monte Ordalium é simplesmente o pior lugar de se visitar. Feito de caminhos terrivelmente íngremes, cavernas e paços secretos e até mesmo criaturas nunca dantes vistas ou imaginadas!
Era uma escalada de dias, claro... O lugar é IMENSO... Sério mesmo!
E é ainda mais difícil quando simplesmente não se faz idéia alguma do que se busca.
E é exatamente isso que o Conselho força os Cavaleiros da Luz mais poderosos a fazer. Vagar em busca de um sinal.
Os estrangeiros dizem que os homens que tentam a sorte no monte eram apenas fanáticos tolos e que as provações que viam eram nada mais que alucinações...
Eu, sinceramente, não faço idéia. Acho que deve ser mesmo um desafio de força de vontade, fé, resistência... Queria ter coragem de perguntar isso prum dos cavaleiros mais fortes!
Ou quem sabe só poder ir até lá... mas é bloqueado por poderes mágicos...
Aquele tipo de lugar que você entra, se perde por horas andando em locais tediosos e idênticos apenas para se deparar com a saída de novo...
E disso eu tenho certeza...
Já fui lá...
Quem sabe um dia, com mais treino e prática eu mesma não seja condecorada uma Cavaleira Celestial e finalmente entre naquele lugar pra descobrir o que tem de tão incrível?

L.L.




Um vulto... O Cavaleiro estava simplesmente exausto. O tempo quase parecia não mais caminhar, havia tanta névoa que estava impossível guiar-se tanto em direções quanto em tempo.
Mas precisava manter a Temperança. E o faria.

- Apareça! Quem... ?

- Você veio! Oh, pelos deuses, finalmente!

- Leena?? O que você está fazendo aqui?

- Estava procurando você! Eu consegui dar um jeito de vir aqui te ajudar. Sei o quanto isso é importante, não vou deixar nada dar errado... E você já estava demorando tanto que fiquei com medo de que tivesse acontecido alguma coisa...

- Não seja boba, isso é algo que preciso fazer sozinho. E é claro que vou demorar, um Cavaleiro não é apenas uma arma, você sabe disso...

- Eu sei... Eu sei... Humildade e Obediência, Coragem e Heroísmo, Redenção e Sabedoria! - ela falou com aquele tom zombeteiro de quem força a voz pra soar como um velho, o homem retribuiu com um olhar severo - ... Você não pretende me mandar de volta né?

- ... E eu tenho escolha? - a severidade havia se desfeito em um sorriso - Você não me ouviria mesmo...

- Viu!? Já está ficando mais Sábio só com a minha presença!



O Alex já saiu de novo.
Cara... é incrível! Parece que ele é o único Cavaleiro que trabalha aqui!
Mandam ele pra todos os lugares, resolver todos os problemas!
Sinceramente, isso me enche o saco...

- L.L.




Os dois encontraram um abrigo para se refugiarem da noite. Uma fogueira havia sido preparada e olhavam para as chamas em silêncio...

- Alex... Eu... Preciso saber. Precisamos falar algo sobre o que aconteceu antes de você ter saido para Lokshi.

Ele foi pego de surpresa. Por mais que soubesse que esse assunto seria tocado, não podia ser pronunciado...
Por mais que houvesse sido o melhor dia, deveria ser esquecido.

- ... Falar o quê? Leena... O mais sensato é esquecer disso tudo...

- O mais sensato!? Até parece um velho do Conselho falando! - ela o abraçou - Eu sei que você quer. Eu sinto isso.

O Cavaleiro fechou os olhos. Sua mente e seu coração lutavam um contra o outro, mais intensamente do que durante todos esses anos.

- Eu também quero você, Alex.

- Lenna... !

- Me dá um beijo. Vamos repetir aquilo tudo, aqui mesmo!

- O quê?!?

- Olha pra mim... Me beija, me toca...



Já faz uma semana.
Ainda não sei bem o que pensar.
Mas eu sei que gosto muito disso tudo... Essas coisas de proibido e secreto.
Mas ele tá desnorteado, tenho certeza. Fica pensando no que os outros pensariam, no status, no rank, no respeito.
Que saco.
As coisas podiam ser mais simples, não?
Qual o problema em ser feliz, afinal? Eles medem até isso na vida de um Cavaleiro???

- L.L.




- Isto é errado! Esse é um lugar sagrado!

- Isso é só uma montanha com névoa. Faz o que você quer, anda!

- Eu tenho uma missão a terminar, não pode ser assim.

- E nunca pôde. Mas isso não nos impediu da outra vez. - ela soltou seu vestido e ficou nua na frente do homem. - Nós dois sabemos o quanto queremos...

- Leena, o que você está fazendo? Isso é loucura!

- Você nunca vai conseguir ser o que deseja enquanto tiver a mente e o coração divididos. - ela encostou seu corpo inteiro no dele - Só eu tenho o que você precisa. Você tem que fazer isso agora!



Hoje eu vou pra Lokshi.
Não dá pra acreditar. Nem vou ver meu irmão sendo condecorado um Cavaleiro Celestial.
Só pode ser piada.
Tenho certeza que é culpa do Uther. Eu vejo o jeito que ele me olha.
...
Será que ele sabe mais do que devia?

Bom... Acho que isso é tudo.
Nem sei se volto a escrever isso aqui...

- L.L.




Ela acariciava seu rosto.

- Tantas Sombras se arrastam em sua alma... Enquanto você carrega a Luz. Me diga, Alex... Você me mataria se esse fosse o seu destino? Se fosse a única saída? Se fosse seu Dever?

- ... Leena...

Ela alcançou sua mão direita e colocou-a sobre o seu ventre.

- Você sabe o que fazer. Faça.

Fechou os olhos. Os olhos do homem estavam úmidos agora...
Ele realmente sabia. Conseguia sentir o pulsar vindo do corpo da mulher.

Em um movimento rápido, quase imperceptível, ele perfurou sua pele com a mão nua.
Foi fácil de concluir pela força, mas enquanto o fazia, cada parte de si desmoronava.
Ela simplesmente não se moveu.

Continuou. Sentia o sangue quente jorrando e atravessou mais fundo.
Sentiu algo na ponta dos dedos. Com cuidado segurou... e puxou.
Das entranhas dela ele retirou uma Espada. Sua mão era apenas sangue agora. A lâmina completamente manchada.
Ela caiu, sem forças, destruída.

- A MontateLuzente vai iluminar suas trevas.

O Cavaleiro entendia as lendas agora.
Tudo parecia completamente irreal... Como um sonho...
Jamais conseguiria dizer o que experienciou. Jamais conseguiria esquecer...

- Pois onde há Luz, deve haver Sombras. E nunca haverá verdadeira Treva sem Luz.


MR, Léo
Usuário
Usuário

Zodíaco : Escorpião

Mensagens : 214
Data de inscrição : 09/07/2009
Idade : 30
Localização : Sampa!

Sheet
DV/MDV: (Parry) 5/5
Health Levels: (Lethal) 5/7
Acc/SoakL/Ess/EssP: 11/6/16-16/22-37

http://www.facebook.com/leo.morali

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: (PC) Alexander Lightbringer: Brightblade

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum