Espíritos Livres

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Espíritos Livres

Mensagem por 25Slash7 em Qua Jun 02 2010, 09:42

- Quando chegaremos no território da Aliança?

Agnis não respondia a este tipo de pergunta, pois bem sabia que tão logo estivesse no território dos Marukanis, eles seriam recepcionados, ainda que de forma indireta. Era apenas uma questão de tempo.

A marcha foi relativamente longa, mas sem grandes dificuldades em relação ao terreno. Aos poucos, as florestas foram dando espaço à planície e foi antes de perceberem quanto tempo havia passado que alguns garotos, montados em cavalos, começaram a acompanhar a fileira de soldados. Crianãs, que brincavam e divertiam-se sobre seus cavalos como se estes fossem meramente uma extensão de seus corpos. A brincadeira apenas acabou quando um menorzinho deles, ao ficar de pé sobre seu cavalo, teve o animal assustado por outro, resultando em uma queda. Era tão pequeno, que começou a chorar por não conseguir subir no cavalo sem uma ajuda.

- Acredito que eles dizem que se cairem, vão ficar a pé.

O comentário, feito por um dos soldados, carregava verdade. Os Marukanis eram conhecidos pela sua excelência no domínio da utilização de cavalos, da criação.

Aos poucos foi possível ver alguns pontos de fumaças, denotando fogueiras utilizadas para o cozimento de animais ou qualquer outro fim caseiro. Pastos distantes da estrada, cavalos soltos. O território da Aliança Marukani assemelhava-se mais como enorme rancho de férias.

Neste momento, a passada fora extendida, a marcha apertada, para que se pudesse chegar aos a Celeren mais rápido. Além das crianças, Caçadores dos Marukani aproximavam-se dos oficiais e os cumprimentavam, demonstrando uma certa familiaridade com parte daqueles homens. No final, os Presas Negras já estavam juntos a bastante tempo e por isso que a morte de cada homem, ainda que não fosse necessariamente sentida, ao menos na parte sentimental, pelo seu Comandante, era sentida por todo e cada membro da unidade.

Foi no entardecer de um dia qualquer que os enormes muros foram vistos. Os portões abertos. Ao centro, um homem de roupas simples, mas postura altiva e imponente, montado sobre um enorme cavalo, junto de mais dois cavaleiros, parecia aguardar. Agnis, montado sobre seu tigre de pelos brancos e mandíbulas massiças, aproximou-se, seguido de alguns de seus oficiais.

- Qualquer dia destes eu entenderei porque cargas d'água você monta num felino.

- Provavelmente porque ainda não me convenci de que poderia montar nas suas costas sem que relinchasse.

O homem fez uma expressão séria, houve um silêncio, e então eles gargalharam e cumprimentaram-se de maneira assintosa.

- Arbogassus Gerar!

- Agnis Sora Jors!

Era quase como estar em casa.


Os soldados seriam alocados em algum dos vastos espaços abertos dentro de Celeren. Os oficiais poderiam aproveitar-se do prédio utilizado por Lookshy como centro administrativo, que detinha diversos quartos e razoável conforto.


Ao contrário do que se poderia esperar, os soldados de Marukan eram bem armados e, aparentemente, disciplinados. Suas armas e treinamento, afinal, derivavam de Lookshy. Seu povo representava o tradicional espírito livre Marukani. Os cavalos parte da cultura daqueles homens, mais do que isto, parte de suas vidas. Não era difícil ver animais e cavaleiros sendo treinados, nem presenciar a venda para nobres distantes.

Uma pequena porção de paz...
avatar
25Slash7
Administrador
Administrador

Zodíaco : Peixes

Mensagens : 692
Data de inscrição : 09/07/2009
Idade : 32

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum